CPA

Apresentação

A Comiss√£o Pr√≥pria de Avalia√ß√£o do Instituto de Ensino Superior de Rond√īnia (IESUR) representa a articula√ß√£o entre o planejamento estrat√©gico e as a√ß√Ķes realizadas no √Ęmbito da estrutura acad√™mica. Tem como objetivo avaliar o desempenho desta Institui√ß√£o como um todo de forma qualitativa e quantitativa. Refere-se aos aspectos estruturais e acad√™micos, ao corpo administrativo, docente e discente, sem deixar de contemplar a sociedade civil, entorno e egressos.

Segundo a Lei n¬ļ 10.861, a CPA dever√° atuar com autonomia em rela√ß√£o a conselhos e demais √≥rg√£os colegiados existentes na institui√ß√£o, garantindo desta forma a participa√ß√£o de todos os segmentos da comunidade acad√™mica e de representante da sociedade civil organizada.

O objetivo da Comiss√£o √© auxiliar na gest√£o institucional nas dimens√Ķes acad√™mica e administrativa, a fim de identificar as potencialidades e a superar os limites para a melhoria permanente da qualidade das atividades desenvolvidas pelo IESUR.

Fale com a CPA

Entre em contato conosco pelo e-mail: cpa@faar.edu.br

A Comissão Própria de Avaliação

A Comiss√£o Pr√≥pria de Avalia√ß√£o do Instituto de Ensino Superior de Rond√īnia representa a articula√ß√£o entre o planejamento estrat√©gico e as a√ß√Ķes realizadas no √Ęmbito da estrutura acad√™mica. Tem como objetivo avaliar o desempenho desta Institui√ß√£o como um todo de forma qualitativa e quantitativa. Refere-se aos aspectos estruturais e acad√™micos, ao corpo administrativo, docente e discente, sem deixar de contemplar a sociedade civil, entorno e egressos.

A Lei n¬ļ 10.861 diz que a CPA dever√° atuar com autonomia em rela√ß√£o a conselhos e demais √≥rg√£os colegiados existentes na institui√ß√£o, garantindo desta forma a participa√ß√£o de todos os segmentos da comunidade acad√™mica e de representante da sociedade civil organizada.

A CPA do IESUR é composta:
– Presidente;
– Dois representantes do corpo docente;
РDois representantes do corpo técnico-administrativo;
– Dois representantes do corpo discente;
– Dois representantes da sociedade civil organizada.
 

Os membros representantes do corpo docente, corpo discente, funcionários técnico-administrativos e sociedade civil organizada possuem mandato de dois anos, podendo ser reconduzidos.

A Comiss√£o Pr√≥pria de Avalia√ß√£o re√ļne-se, ordinariamente, uma vez por semestre, e extraordinariamente, ou quando o caso requer.

Miss√£o da CPA

Sistematizar e analisar dados e informa√ß√Ķes coletados a fim de identificar fragilidades e potencialidades com vistas √† cria√ß√£o de estrat√©gias de supera√ß√£o de problemas e de amplia√ß√£o dos bons resultados, a fim de assegurar um ensino de excel√™ncia.

Atribui√ß√Ķes da CPA

Рestabelecer diretrizes e indicadores e conduzir a organização dos processos internos do Programa de Avaliação Institucional;
– elaborar os instrumentos avaliativos;
Рelaborar relatórios parciais (I e II Ciclos) e Final e Relatos da Avaliação Institucional e encaminhar aos departamentos;
– apoiar o processo de Planejamento Institucional, bem como acompanhar o seu desenvolvimento;
Рavaliar o desempenho desta Instituição como um todo de forma qualitativa e quantitativa;
Рassegurar a continuidade do processo avaliativo e fortalecer a cultura de avaliação.
– identificar as potencialidades da Institui√ß√£o: √°reas, cursos e programas, nas dimens√Ķes de ensino, pesquisa, extens√£o, gest√£o e forma√ß√£o;

Membros da CPA

Jakline Brandhuber de Moura

Representante do Corpo Docente – Presidente

Fl√°vio Estev√£o Neto

Representante do Corpo Docente

Carla Angélica B. Quintão

Representante do Corpo Técnico-Administrativo

Arailde Souza Santos

Representante do Corpo Técnico-Administrativo

Lucas Ker

Representante do Corpo Discente

Gabriela da Silva Lima

Representante do Corpo Discente

José Moacir Zdradeck

Membro da Sociedade Civil

Avaliação Institucional

O Sistema Nacional de Avalia√ß√£o da Educa√ß√£o Superior (SINAES) √© constitu√≠do por tr√™s componentes principais: avalia√ß√£o das institui√ß√Ķes (avalia√ß√£o externa e autoavalia√ß√£o institucional); avalia√ß√£o dos cursos de gradua√ß√£o e p√≥s-gradua√ß√£o e resultado do Exame Nacional de Desempenho dos Estudantes (ENADE).

Conforme orienta√ß√£o da Nota T√©cnica n¬ļ 062/2014-INEP/DAES/CONAES, a Avalia√ß√£o Institucional dever√° seguir o seguinte roteiro:

РEixo 1: Planejamento e Avaliação Institucional: considera a dimensão 8 (Planejamento e Avaliação). Inclui também um Relato Institucional que descreve e evidencia os principais elementos do seu processo avaliativo (interno e externo) em relação ao PDI, incluindo os relatórios elaborados pela CPA do período que constituiu o objeto de avaliação;
– Eixo 2: Desenvolvimento Institucional: contempla as dimens√Ķes 1 (Miss√£o e Plano de Desenvolvimento Institucional) e 3 (Responsabilidade Social da Institui√ß√£o);
– Eixo 3: Pol√≠ticas Acad√™micas: abrange as dimens√Ķes 2 (Pol√≠ticas para o Ensino, a Pesquisa e a Extens√£o), 4 (Comunica√ß√£o com a Sociedade) e 9 (Pol√≠ticas de Atendimento aos Discentes);
– Eixo 4: Pol√≠ticas de Gest√£o: compreende as dimens√Ķes 5 (Pol√≠ticas de Pessoal), 6 (Organiza√ß√£o e Gest√£o da Institui√ß√£o) e 10 (Sustentabilidade Financeira);
РEixo 5: Infraestrutura Física: corresponde à dimensão 7 (Infraestrutura Física).

Os instrumentos de avaliação do IESUR são construídos e sempre revisados para diagnosticar as potencialidades e as fragilidades, e através destes resultados da autoavaliação institucional, o IESUR poderá buscar ferramentas para o planejamento pedagógico e administrativo a fim de contribuir para melhoria da qualidade do ensino da Instituição.

Os formulários ficam disponíveis na comunidade acadêmica de acordo com o período da campanha e cronograma.

A participação de todos é fundamental para que o IESUR possa colher um retrato acerca da realidade acadêmica. Por isso, não deixe de participar e de responder aos formulários de avaliação.

Cronograma

                                                   1¬™ ETAPA 

 

РRevisão dos instrumentos de Avaliação interna;

– Divulga√ß√£o   e realiza√ß√£o da pesquisa;

– An√°lise dos resultados;

– Elabora√ß√£o de Relat√≥rios e divulga√ß√£o dos resultados.  

– Pesquisa para acad√™micos ingressantes busca informa√ß√Ķes sobre a escolha da IES, motivo da escolha da carreira, do curso, renda familiar, tipo de empresa e munic√≠pio onde mora (mar√ßo e agosto);

– Grau de satisfa√ß√£o do Egressos traz informa√ß√Ķes quanto √† situa√ß√£o profissional do egresso, conhecimento e adequa√ß√£o entre a forma√ß√£o oferecida no curso e as exig√™ncias do mercado de trabalho, o n√≠vel de satisfa√ß√£o do aluno em rela√ß√£o ao curso e √† institui√ß√£o, forma√ß√£o continuada, tipo de empresa que trabalha (ao longo do ano letivo);

Processo de Aprendizagem Remota / On-line para corpo discente:  levantar as principais dificuldades dos alunos em ter aulas remotas e/ou uso de tecnologias educativas, a fim de avaliar e melhorar o atendimento nessa modalidade (abril);

РProcesso de Aprendizagem Remota / Online para o corpo docente busca identificar a experiência do professor em utilizar as ferramentas/metodologias de ensino utilizadas por ele durante as aulas; frequência, disponibilidade de tempo para atendimento, solução de problemas, autoavaliação (abril/maio);

– Pesquisa de satisfa√ß√£o destinada aos acad√™micos matriculados em Disciplinas Mediadas por Tecnologias Digitais busca informa√ß√Ķes sobre material did√°tico e atividades desenvolvidas nas salas virtuais, dificuldade em navegar pelos m√≥dulos e materiais dispon√≠veis, disponibilidade do professor-tutor para orienta√ß√£o e acompanhamento dos professores-tutores, suporte t√©cnico (maio).

2ª ETAPA

 

РAplicação das pesquisas de satisfação;

-An√°lise dos Resultados;

-Divulgação dos resultados;

 

– Pesquisa de satisfa√ß√£o dos concluintes traz informa√ß√Ķes sobre a situa√ß√£o profissional, conhecimento e adequa√ß√£o entre a forma√ß√£o oferecida no curso e o mercado de trabalho, n√≠vel de satisfa√ß√£o do aluno em rela√ß√£o ao curso e √† institui√ß√£o;

– Pesquisa de satisfa√ß√£o dos T√©cnicos-administrativos aborda temas sobre comunica√ß√£o e informa√ß√£o, ambiente e condi√ß√Ķes de trabalho, organiza√ß√£o, objetivos institucionais (setembro);

– Pesquisa de satisfa√ß√£o do corpo docente traz informa√ß√£o em rela√ß√£o ao ensino, extens√£o, pesquisa, comunica√ß√£o e informa√ß√£o, ambiente e condi√ß√Ķes de trabalho e organiza√ß√£o e objetivos institucionais (setembro);

3ª ETAPA

 

РDivulgação da pesquisa sobre o grau de satisfação por parte do aluno;

РAplicação das pesquisas de satisfação;

– An√°lise dos Resultados;

-Elaboração do Relatório de Avaliação Institucional do I Ciclo;

РDivulgação dos resultados.

– Pesquisa sobre Virtualiza√ß√£o das Aulas e Rotinas Acad√™micas aborda a efic√°cia das aulas virtuais, escolha dos recursos pedag√≥gicos oferecidos pelo professor, tempo dispon√≠vel para atendimento, complexidade das atividades, disponibilidade do coordenador para atendimento e solu√ß√£o dos problemas, suporte t√©cnico, postagem dos planos de ensino e cronograma, dedica√ß√£o,  conte√ļdos dispon√≠veis para estudo, dificuldades do acad√™mico em acessar as salas virtuais, avalia√ß√£o e acesso √†s salas virtuais e avalia√ß√£o do professor (outubro /novembro).